Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Eleições 2014

Pesquisas apontam para vitória de Pezão sobre Crivella no Rio



Pesquisas eleitorais divulgadas nesta quinta-feira (23) pelo Datafolha e pelo Ibope apontam que o atual governador e concorrente à reeleição no Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), tem 55% dos votos válidos neste segundo turno do pleito. O candidato adversário Marcelo Crivella (PRB), registra 45% dos votos válidos.

Contabilizados os brancos e nulos, que somam 10% do total, Pezão tem 46% das intenções de voto, contra 38% de Crivella no Datafolha. Dos entrevistados, 6% não souberam ou não responderam.

O Ibope aponta que, com 12% de votos brancos e nulos e 5% de entrevistados que não souberam responder, Pezão tem 46% das intenções de voto e Crivella, 37%. A margem de erro de ambas as amostras é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O instituto ouviu 2.002 eleitores, entre os dias 18 e 23 de outubro. A pesquisa foi registrada no TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) sob o número RJ-00076/2014 e custou R$ 133.933,80.

Já o Datafolha ouviu 1.556 eleitores, entre os dias 22 e 23 de outubro. A pesquisa foi registrada no TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) sob o número RJ-00075/2014 e custou R$ 93.300.

O levantamento do Ibope identificou que o governo do Rio de Janeiro é aprovado por 49% dos entrevistados. Já 34% das pessoas ouvidas declararam que desaprovam a atual gestão. Por sua vez, 18% disseram que não sabiam ou não responderam.

Segundo o Datafolha, 32% dos entrevistados consideram o governo ótimo ou bom, enquanto 37% avaliam como regular e 18% acreditam ser ruim ou péssimo. Por sua vez, 13% disseram que não sabiam ou não responderam.

 

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente