Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Pezão terá secretários investigados pelo MP em seu governo

Publicado

Foto/Imagem:


O vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando de Souza, o Pezão (PMDB), que assume o Governo do Estado esta sexta-feira, no lugar do governador Sérgio Cabral – que irá renunciar – está montando já o seu secretariado, com um time de “notáveis”, acusados de desvio de verbas públicas e de esquemas de corrupção. Pezão assumiu a cadeira de Cabral para ter mais visibilidade pública e assim, mais chances de conquistar o eleitorado no pleito de outubro e continuar no Palácio Guanabara.

O primeiro nome anunciado no futuro Governo Pezão é o do procurador do Estado Leonardo Spíndola, que irá comandar a Casa Civil. Ele sucederá Regis Fichtner no cargo nos próximos nove meses. Spíndola é ligado ao empresário Fernando Cavendish, amigo de Cabral e presidente da construtora Delta, que tem contratos milionários sem licitação com a Cedae. Ele deu pareceres favoráveis aos contratos.

Para a Secretaria de Governo foi escolhido Affonso Henriques Monnerat, acusado pelo Ministério Público Federal de desvio de verbas da recuperação da Região Serrana. Junto com o secretário de Obras, Hudson Braga, responde a processo de improbidade administrativa por supostas irregularidades na contratação de empresas para a reconstrução de pontes derrubadas nas enchentes de janeiro de 2011. Aliás, foi anunciado ainda que Braga continuará no cargo.

Dois municípios do Leste Fluminense estão insatisfeitos com os serviços prestados pela Cedae e querem municipalizar o abastecimento de água: São Gonçalo e Itaboraí. Em ambos, o abastecimento é insuficiente (muitos bairros sofrem com constante falta d’água) e o tratamento de esgoto é muito precário. Em Itaboraí ele simplesmente não existe. No último dia 28, o prefeito do município, Helil Cardozo, sancionou lei que municipaliza o abastecimento de água e o tratamento de esgoto. Já na Câmara Municipal de São Gonçalo há a CPI da Cedae, que apura os péssimos serviços prestados pela empresa.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade