Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

PMDB quer. E Petrobras será investigada mesmo contra a vontade da presidente Dilma



A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, por 267 votos a favor, 28 contra e 15 abstenções, a criação de uma comissão externa de deputados para ir à Holanda na busca de informações sobre uma investigação que envolveria a Petrobras. A iniciativa da oposição foi apoiada para ir à votação pelo blocão formado por sete partidos governistas e o oposicionista Solidariedade, impondo uma derrota ao governo Dilma Rousseff.

A comissão foi sugerida após informações publicadas pelo jornal Valor Econômico da existência de uma investigação na Holanda envolvendo a empresa SBM Offshore sobre um suposto esquema de propinas pagas a intermediários de vários países, entre os quais o Brasil, para garantir a assinatura de contratos. Denúncias formuladas por um ex-funcionário da companhia revelaram repasses de US$ 250 milhões em propinas, entre 2005 e 2011, dos quais US$ 139 milhões teriam sido destinados a funcionários da Petrobras.

Além do PMDB, as lideranças dos governistas PR, PTB e PSC apoiaram a iniciativa da oposição. PP, Pros e PDT decidiram, na última hora, ajudar o governo a tentar obstruir a votação.  A comissão para acompanhar a investigação recebe oposição do governo, que se esforçou para adiar a votação. O requerimento chegou a ser colocado em votação no dia 25 de fevereiro, mas uma manobra do PT deixou o tema para depois do Carnaval.

Nesta terça, o líder do PT, deputado Vicentinho (SP), disse que tentaria usar o regimento da Câmara para evitar a criação da comissão. Para ele, como não há confirmação de uma investigação formal envolvendo a Petrobras, a ida de deputados à Holanda seria desnecessária. “Um site colocou nos jornais e já foi publicado no mundo inteiro é que na Holanda nem lá estão investigando. (…) Vão fazer o quê? Vão passear?”, questionou.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente