Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Rio

Praia de Búzios é interditada após mancha no mar intoxicar pessoas



A Secretaria de Meio Ambiente de Búzios desaconselhou o banho de mar na Praia da Tartaruga, uma das mais procuradas do balneário. Dezenas de banhistas que estavam na praia sofreram ardência nos olhos, infecção das vias respiratórias e intoxicação. O prefeito de Búzios, o médico André Granado, afirmou que oficialmente 34 pessoas foram atendidas no Hospital municipal Dr. Rodolpho Perissé das 15h desta quinta às 6h desta sexta devido à mancha no mar. Já um paciente atendido na unidade diz que até o fim da noite desta quinta contou 63 pessoas atendidas na unidade. Todos foram liberados. O prefeito está despachando na unidade.

“Algumas pessoas foram afetadas por alergia na Praia da Tartaruga. Ainda não temos a causa do problema e sequer podemos afirmar se a contaminação foi na água. Existe a possibilidade de contaminação do ar ou algas. Decidimos impedir o banho na praia até que tudo seja esclarecido”, diz o prefeito.
Segundo o secretário de Meio Ambiente de Búzios, Carlos Alberto Muniz, os problemas começaram depois que uma mancha oleosa, de cor mostarda, chegou à praia.

O analista de suporte Diogo Thompson, que mora na Pavuna e iria ficar em Búzios até domingo, foi outra vítima. Ele contou que, até 21h30m desta quinta, 63 pessoas, em sua maioria estrangeiros, tinham dado entrada no hospital de Búzios.
“Eu não consigo abrir os olhos, uma coisa horrível. O hospital não tinha estrutura para atender a tantos pacientes porque a cidade não esperava por isso. O prefeito disse que outros casos semelhantes já aconteceram no passado mas não foram divulgados. Estou voltando para o Rio porque não consegui um oftalmologista em Búzios”, disse o analista, que voltou com a mulher Yvelize e os filhos.
Amostras da mancha são coletadas

Durante a madrugada, Carlos Alberto Muniz acompanhou técnicos da concessionária Prolagos que foram coletar amostras da mancha. Ainda não saíram os resultados. Técnicos do Inea foram ao local, onde foi montado um laboratório voltante da Prolagos.

Agentes da Guarda Marítima de Búzios foram para a Tartaruga para desaconselhar o banho. Há suspeita de que a mancha seja resíduo de produtos químicos usados na limpeza no banheiro de navios. A Capitania dos Portos já foi acionada para investigar esta hipótese.

“Nós decidimos desaconselhar o banho de mar por precaução até que saiam os resultados dos exames”, explicou Muniz.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente