Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Rafael Nadal bate Dolgopolov e fica com Aberto de Tênis do Rio



O espanhol Rafael Nadal, número 1 do ranking da ATP, conquistou neste domingo o Aberto de tênis do Rio de Janeiro (ATP 500) ao vencer em dois sets o ucraniano Aleksandr Dolgopolov.

‘Rafa’, de 27 anos, precisou de uma hora e 41 minutos para conquistar o título, com parciais de 6-3 e 7-6 (7/3), na quadra central do Jóquei Clube.

Com o título, Nadal levou um prêmio de 316.400 dólares e 500 pontos no circuito da ATP, enquanto Dolgopolov ficou com 142.650 dólares e 300 pontos.

O troféu é o primeiro vencido por Nadal desde a derrota na final do Aberto da Austrália para o suíço Stanislas Wawrinka, quando o espanhol sofreu com dores nas costas.

Neste ano, Rafa também venceu o Aberto de Doha e, com o Rio Open, soma agora 62 títulos na carreira.

Em lembrança à crise política e as manifestações públicas que mataram cerca de 80 pessoas na Ucrânia, Dolgopolov usou um arco preto para prender o cabelo.

Eu gostaria de enviar apoio ao meu país. Espero que possamos viver em paz”, disse Dolgopolov ao receber o troféu de vice-campeão.

O ucraniano apresentou certa resistência diante de Nadal, principalmente no início e fim da partida, com um saque impressionante que chegou na casa dos 200 km/h, e terminou a partida com 10 aces e 34 winners (contra 3 e 16 de Nadal, respectivamente), mas acabou sendo superado pelo melhor tenista do mundo, que não precisou jogar seu melhor tênis para sair de quadra vitorioso.

A japonesa Kurumi Nara, 62ª do ranking WTA, venceu mais cedo o título feminino, seu primeiro na carreira, após derrotar na final a tcheca Klara Zakopalova (35º), 6-1, 4-6 e 6-1.

O título de Nadal foi o terceiro do espanhol no Brasil, que conquistou no ano passado em São Paulo o primeiro troféu, depois de ficar longe das quadras por sete meses se recuperando de uma cirurgia no joelho esquerdo.

Em 2005, Rafa venceu na Costa do Sauípe o segundo torneio da carreira, quando tinha apenas 18 anos.

Com este título, Nadal empata o argentino Guillermo Villas como sétimo maior vencedor da ATP.

Nadal já havia dito na véspera da final que não vinha se sentindo bem fisicamente, sem citar diretamente o problema nas costas, em função da umidade e calor do Rio de Janeiro. O espanhol sabia também que a partida contra Dolgopolov não seria das mais fáceis.

O terceiro game foi a chave da vitória espanhola. Nadal conseguiu quebrar o saque do ucraniano e garantir o seu no game seguinte. No sétimo, ele precisou salvar três break points com jogadas emocionantes que levaram o público ao delírio.

No segundo set, uma nova quebra no terceiro game encaminhou a vitória para o ‘Miúra’, mas Dolgopolov devolveu a quebra e obrigou a disputa de um tie-break decisivo, no qual Nadal mostrou sua superioridade e dominou amplamente.

Antes da final no Rio, os tenistas haviam se enfrentado em quatro ocasiões, todas com vitória de Nadal. Na última partida, o espanhol venceu por 6-3, 6-2, no Aberto de Xangai, na China (ATP 1000).

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente