Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Santa Cruz sai na frente mas cede empate fora ao Icasa



O Santa Cruz continua sem vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, o clube pernambucano empatou com o Icasa por 1 a 1, em duelo válido pela quinta rodada da competição. Com o resultado, as duas equipes ficam muito próximas da zona do rebaixamento.

Desde o início do campeonato, o Santa Cruz empatou suas cinco partidas. O clube do Recife não vence uma partida na Série B do Brasileiro há quase sete anos – a última vitória havia sido contra o Ituano, em 29 de setembro de 2007.

Na última quinta-feira, o clube pernambucano foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a perda de cinco mandos de campo por conta da morte do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, atingido por uma privada jogada de dentro do estádio do Arruda após partida contra o Paraná, no dia 2 de maio, pela Série B. O torcedor morreu na hora. Além do estádio interditado pela Confederação Brasileira de Futebol, o Santa Cruz foi punido com multa de R$ 60 mil.

Antes da partida desse sábado começar, integrantes de torcidas organizadas de Icasa e Santa Cruz provocaram-se mutuamente e houve disparos de rojão, mas a polícia interveio para evitar uma escalada de agressões.

O jogo começou com os donos da casa tomando mais iniciativa. Aos oito, Zulu recebeu bola na entrada da área da equipe pernambucana e chutou forte, mas Tiago Cardoso fez boa defesa. A primeira oportunidade do Santa Cruz veio em seguida. Aos 10, Pingo, livre de marcação, dominou a bola, mas pegou muito mal e mandou longe da meta do Icasa.

Na metade final do primeiro tempo, só deu o time cearense. Aos 31, em cobrança de escanteio, Naylhor subiu sozinho e cabeceou baixo no canto direito de Tiago Cardoso, mas o camisa 1 do Santa Cruz espalmou pela linha de fundo.

Depois foi a vez de Foguinho, aos 40, receber bom passe, ajeitar a bola na entrada da grande área do Santa Cruz e emendar uma bicicleta para o gol, e Tiago Cardoso espalmou por cima do gol. Na sequência, Naylhor subiu novamente mais que todo mundo, cabeceou com perigo e a bola passou perto da trave esquerda pernambucana. No entanto, a primeira etapa terminou empatada sem gols.

Logo no início do segundo tempo, o time mandante teve mais uma boa chance de abrir o placar. Aos três, Naylhor serviu Felipe Klein, mas este furou ao tentar concluir de primeira. Como quem não faz toma, dois minutos depois, em jogada bem trabalhada, Renan Fonseca deu ótima assistência pela esquerda a Carlos Alberto, que invadiu a área do Icasa e bateu forte. A bola ainda tocou na trave direita de Dionantan antes de morrer no fundo da rede.

Com a desvantagem no placar, o técnico Tarcísio Pugliese colocou Bismark no lugar de Dodó. Aos 14, quase o Santa Cruz ampliou com Léo Gamalho, que após cobrança de escanteio, cabeceou na pequena área por cima do gol do Icasa.

Um minuto depois, a zaga do clube pernambucano falhou, Zulu roubou a bola e passou para Bismark, que dominou na grande área e passou para Zé Carlos, que chutou com muita força no canto esquerdo de Tiago Cardoso, empatando o jogo.

Na sequência, o Santa Cruz perdeu grandes oportunidades. Na primeira delas, aos 22, Pingo recebeu cruzamento de Carlos Alberto e, mesmo sem goleiro, não conseguiu concluir para o gol. Aos 29, foi a vez de Flávio Caça-Rato fazer uma ótima jogada individual e soltar uma pancada, que passou muito perto do gol do Icasa. Dois minutos depois, Renatinho levantou na grande área para Léo Gamalho, que cabeceou livre e a bola pegou no travessão.

Com as duas equipes cansadas nos minutos finais, a partida terminou empatada em 1 a 1.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente