Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Paraíba

Saúde de Campina Grande faz greve por plano de cargos



O servidores da Secretaria de Saúde de Campina Grande entraram em greve nesta quinta-feira (6). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), a paralisação é por tempo indeterminado e deve afetar principalmente os serviços da atenção básica.

Segundo o presidente do Sintab, Napoleão Maracajá, a principal reinvindicação da categoria é a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores. “O plano foi aprovado em dezembro de 2011 e após mais de dois anos cobrando da prefeitura, o PCCR ainda não foi implantado”, explicou Napoleão.

A decisão de iniciar a greve foi tomada em uma assembleia realizada entre o Sintab e os servidores em fevereiro e, segundo o sindicato, pelo menos 75% dos 2077 servidores da pasta devem aderir à paralisação. “Os serviços, principalmente de saúde básica, continuarão funcionando, mas com um número reduzido de funcionários”, disse o presidente do Sintab.

A secretária de saúde do município, Lúcia Derks, informou que até as 8h de quinta não havia recebido nenhuma notificação oficial sobre a greve e que a questão da implantação do PCCR depende de uma decisão judicial. “O plano que foi aprovado possui alguns trechos que estão em desacordo com a lei e só pode ser implantado após uma avaliação da Procuradoria Geral do Município”, disse a secretária. Lúcia adianta que o PCCR ainda deve passar por reformulações antes de ser implantado.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente