Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Submarino nuclear encravado no gelo provoca suspense no Ártico



Cientistas noruegueses avistaram um submarino na superfície do Ártico em 16 de outubro, aparentemente preso ao gelo, informou o jornal The Telegraph.

Yngve Kristoffersen e Audun Tholfsen contaram que a embarcação afundou no gelo quando eles se aproximaram, mas que tiveram tempo de tirar várias fotografias da descoberta que, ao que tudo indica, é nada mais nada menos do que um submarino nuclear russo.

Caso essa hipótese se confirme, Kristoffersen e Tholfsen podem ter encontrado um antigo bombardeiro míssil balístico originalmente encomendado pela Frota do Norte em 1981 e que desloca 13.700 toneladas quando submerso. Remodelado, acredita-se que hoje ele esteja sendo usado para investigar o fundo do mar.

Coincidentemente, o presidente russo, Vladmir Putin, anunciou, na última semana, que pretende criar uma Força no Ártico composta por 6 mil homens e bases ao longo de todas a calotas de gelo, abaixo das quais se concentram significantes reservas de petróleo, gás natural e minerais ainda não explorados.

E tem mais. Uma nova geração de submarinos lançadores mísseis balísticos já está sendo apresentada e ela é capaz de explorar as profundezas do oceano de forma muito mais eficaz que a antecessora. Submarinos do Mar Negro, do Pacífico e das Frotas do Norte estão sendo observados com muito mais frequência no Mediterrâneo.

Embarcações britânicas e norte-americanas deverão, a partir de agora, usar todas as técnicas de coleta de informações disponíveis para monitorar a atividade russa. Ao que parece, a Guerra Fria está prestes a ser restabelecida.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente