Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Eleições 2014

Sucessão em Minas pega fogo com ataques virtuais a Pimentel



O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) encaminhou à Polícia Federal (PF) duas notícias crime pela abertura de inquérito contra o Facebook e contra usuários da rede social que teriam atacado o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-ministro Fernando Pimentel – da mesma sigla e pré-candidato ao governo do Estado.

Pimentel alega que quatro usuários da rede social – Cristiano Guimarães, Tomas Soares, Lucas Gontijo Guimarães e Carlucio Santos Carvalho – usam o Facebook para promover “um verdadeiro achaque à sua figura” em duas páginas e pede que estes sejam investigados pela PF. O ex-ministro diz ainda que a empresa Facebook, apesar de receber denúncias contra o conteúdo, manteve os “ataques” no ar.

As páginas dos usuários são cheias de mensagens contra o PT e favoráveis a partidos de oposição. Cristiano Guimarães, por exemplo, divulga uma imagem do perfil oficial da presidente Dilma Rousseff, ao mesmo tempo em que incita a violência contra a petista. “Alguém da um soco na cara dessa ordinária! INOCENTE, sabe de nada! Dilma Rousseff, você é a maior piada que o Brasil já inventou! (sic)”

Lucas Gontijo Guimarães é pai de Cristiano e ex-prefeito do município mineiro de Luz (ele perdeu as eleições de 2012, quando concorreu pelo PTB). Além das críticas aos petistas, ele tece elogios ao Aécio Neves (PSDB-MG) e aparece em uma foto ao lado do pré-candidato do PSB à presidência Eduardo Campos.

O PT pede ainda que seja investigada uma página – a qual não teve o nome divulgado pelo TRE – que seria usada por usuários anônimos para atacar a sigla.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente