Surpresa do mês com SUVs é queda do duro Renegade

Rafaela Borges

Todo mês, o segmento de utilitários-esportivos (SUVs) tem uma surpresa. Afinal, trata-se da categoria que mais tem recebido novos integrantes nos últimos tempos. Em maio, a surpresa foi o Renegade, mas não de maneira positiva. O modelo da Jeep vem despencando no ranking do segmento. Em maio, atingiu seu pior resultado desde o lançamento, há dois anos.

O Renegade foi apenas o quinto SUV mais vendido do Brasil. De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), ele teve 2.869 emplacamentos em maio.

Com isso, ficou atrás do irmão Compass, primeiro colocado, do Honda HR-V, segundo, do Hyundai Creta, terceiro, e do Ford EcoSport, quarto. O Ford, aliás, foi a surpresa do segmento de SUVs em maio. Mesmo em fim de carreira – a versão atualizada chega em julho, ele tem conseguido obter boas vendas.

Isso está ocorrendo principalmente porque a Ford está promovendo ações para “queimar” o estoque do SUV compacto pioneiro. Em maio, o Compass teve 4.450 emplacamentos, margem apertada ante o resultado do HR-V, que somou 4.408. O Creta registrou vendas de 3.751 exemplares e o EcoSport, de 3.096.

Motivos – Entre as razões da queda do Renegade, que chegou a liderar o segmento de SUVs em seus primeiros meses, a principal é o sucesso do Compass. Além disso, a enxurrada de lançamentos dos últimos tempos vem “pulverizando” as vendas do segmento, que, mês a mês, tem reviravoltas em seu ranking.

De agosto do ano passado para cá, foram lançados o Nissan Kicks, o Chevrolet Tracker reestilizado, o Renault Captur, o Jeep Compass, os Hyundai Creta e Tucson e o Honda WR-V. Isso considerando apenas os modelos compactos e médios.

Outras mudanças – Desde que passou por reestilização e recebeu novo motor 1.4 turbo, o Tracker vinha registrando queda nas vendas, que ficaram, de janeiro a abril, na casa das 600 unidades.

Em maio, o jogo virou. O modelo teve 1.352 emplacamentos e subiu para o décimo lugar do ranking. Até então, ele estava fora do “top 10”.

A escalada só não foi mais notável porque outros SUVs também se deram bem. O Captur, que também não estava fazendo sucesso, alcançou 1.404 unidades vendidas, nono melhor resultado da categoria.

Porém, pela primeira vez, seu sucesso afetou o desempenho do Duster, que apenas 1.574 unidades vendidas e ficou com o oitavo lugar. O modelo foi um dos únicos SUVs a registrar queda nos emplacamentos na comparação com abril.

Outro destaque é o Honda WR-V. Em seu segundo mês cheio de vendas, somou 1.807 unidades emplacadas. Foi o sexto SUV, mais vendido do País. O Nissan Kicks ficou com o sétimo lugar (1.621).

COMPARTILHE