Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Neve mata 17 e deixa milhares de americanos sem energia elétrica



Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 500 mil ficaram sem energia elétrica devido à passagem da tempestade “Pax” pelo sudeste dos EUA nos últimos dois dias, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira.

A maioria das mortes se deve a acidentes de trânsito provocados pelo acúmulo de gelo e neve em estradas dos estados do Texas, do Mississipi e da Carolina do Norte. Já na Geórgia, pelo menos duas mortes ocorreram por hipotermia.

Três das mortes ocorreram em San Angelo (Texas), onde uma ambulância perdeu o controle na pista escorregadia de uma estrada, tombou e pegou fogo quando levava um paciente a um hospital próximo.

Apesar de o governador da Carolina do Norte, Pat McCrory, ter declarado estado de emergência desde terça-feira, milhares de motoristas ficaram retidos nas principais estradas da região e muitos abandonaram seus veículos por não poderem continuar a trafegar devido à força da tempestade.

McCrory pediu nesta quinta aos moradores do estado que não saiam de casa a não ser por uma emergência. Na Carolina do Norte, foram registradas três mortes, sendo duas em acidentes de trânsito e uma por causa da queda de uma árvore.

Atlanta, onde há duas semanas uma nevasca deixou mais de cinco centímetros de neve acumulados nas ruas, esteve melhor preparada nesta ocasião.

Enquanto “Pax” se desloca em direção a noroeste, nesta quinta-feira continuavam sem eletricidade cerca de 550 mil residências e estabelecimentos comerciais de Carolina do Norte, Carolina do Sul e Geórgia, apesar dos esforços das companhias de luz em restabelecer o serviço com reforço procedente de estados vizinhos.

Outra consequência desta tempestade hoje foi o cancelamento de 6.500 voos com destino ou procedentes de cidades castigadas por “Pax”, enquanto outros 2.000 sofreram grandes atrasos.

O aeroporto de Atlanta, Hartsfield-Jackson, que tem o maior tráfego dos Estados Unidos, cancelou mais de 700 voos previstos para decolar ou chegar hoje devido a algumas de suas pistas ainda não estarem em condições.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente