Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Time do Papa acerta pênaltis e elimina Grêmio da Libertadores

Publicado

Foto/Imagem:


Foi um sofrimento e o Grêmio caiu. O time honrou a fama de ‘imortal’ e, nesta quarta-feira, venceu o San Lorenzo por 1 a 0 com gol de Dudu aos 38 minutos do segundo tempo, na Arena, levando a decisão da vaga nas quartas de final da Libertadores para os pênaltis. Mas nas cobranças, o time do Papa Francisco foi melhor e venceu por 4 a 2.

Com o resultado, o San Lorenzo terá pela frente o Cruzeiro nas quarta de final. O time mineiro venceu o Cerro Porteño por 2 a 0 e confirmou vaga. Foi a terceira participação seguida na Libertadores em que o Grêmio foi eliminado nas oitavas de final.

A queda frustra o principal objetivo do ano e revive pressão sobre Enderson Moreira, que pode ser demitido junto com sua comissão técnica e até o departamento de futebol. Sem a chance de disputar o título da Copa e derrotado na final do Gauchão, o primeiro semestre de 2014 esteve longe dos planos azuis.

O Grêmio precisava atacar. Atrás por força da derrota por 1 a 0 no jogo de ida, o time brasileiro tratou de buscar o gol. Aos 10 minutos esteve muito perto de atingir o objetivo. Dudu enfiou para Barcos que encobriu o goleiro Torrico. Mas Buffarini correu, deu carrinho e evitou o gol gremista.

O San Lorenzo fez o que se esperava. O time argentino se postou defensivamente com linhas compactas sempre atrás do meio-campo. Matos e Correa foram os únicos a pisar no campo gremista frequentemente. E a cada bola parada, os jogadores do time do Papa Francisco tentaram ganhar tempo retardando cobranças.

Aos 22 minutos, Pará perdeu uma bola para Correa e no contra-ataque quase que o San Lorenzo sai na frente. Villalba foi lançado, mas perdeu tempo e viu Zé Roberto cortar para escanteio.

O quadro do jogo não foi alterado. Pressão do Grêmio e o San Lorenzo saindo no contra-ataque. Aos 37, Barcos recebeu de Luan, driblou dois dentro da área e chutou. Torrico colocou para escanteio a segunda boa chance gremista na partida. Foi tudo que houve no primeiro tempo que terminou com um tenso 0 a 0.

“Jogo como este tem que criar e fazer. Tivemos as principais chances do primeiro tempo, mas no segundo tempo precisamos marcar”, avaliou o zagueiro Werley.

Logo no começo do segundo tempo, o Grêmio chegou a marcar com Barcos. Mas o auxiliar marcou impedimento. Minutos mais tarde, a zaga do San Lorenzo falhou e Barcos bateu cruzado para defesa de Torrico.

A pressão gremista se fez maior a cada minuto. Com 20 minutos de segundo tempo, Rodriguinho bateu falta e Pedro Geromel desviou. A bola acertou a trave da meta defendida por Torrico e acabou afastada por Valdés. Dois minutos mais tarde, o San Lorenzo perdeu chance clara de gol em contra-ataque.Um cruzamento passou na frente do atacante Matos, que não concluiu.

O Grêmio foi para o tudo ou nada. Lançamentos para área viraram a principal arma da equipe a partir da entrada de Lucas Coelho no lugar de Pará. O time ficou sem lateral direito, mas com dois centroavantes.

Deu certo. Aos 38 do segundo tempo, Lucas Coelho tocou para Rodriguinho, que bateu cruzado e Dudu entrou de cabeça para colocar na rede. O gol gremista levou a decisão para os pênaltis.

O primeiro batedor foi Barcos, para o Grêmio, mas perdeu. Torrico defendeu. Ortigoza converteu para o San Lorenzo. Riveros fez o primeiro do Grêmio em seguida, igualando o placar. Matos fez para os argentinos. Maxi Rodríguez perdeu a seguida para o Grêmio. Blandi fez para o San Lorenzo. Rodriguinho du vida ao Grêmio. Mas Buffarini fez o gol e encerrou a partida.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade